Caso Pablo - Paysandu prometeu uma vez e promete de novo: pode acionar Fifa contra time português



Paysandu poderá acionar a qualquer momento a Fifa para tentar receber o valor que o Marítimo, de Portugal, lhe deve referente à transferência do zagueiro Pablo, que foi cedido pelo clube da ilha da Madeira ao Braga, do mesmo país. A alegação para o atraso no pagamento da dívida, segundo informações do departamento jurídico bicolor, se deve ao fato de o atual clube do atleta, que foi formado na base do Papão, supostamente não ter pago ao Marítimo. O valor não é conhecido, mas sabe-se que o Papão tem direito a algo em torno de 25% do montante do acordo. Os bicolores já chegaram a enviar uma contraproposta à direção do Marítimo a fim de evitar que a demora no pagamento se prolongue. Contudo, até agora o Papão não obteve resposta, o que poderá fazer com que o clube paraense recorra à Fifa, que é rígida nesse tipo de caso, chegando a vetar até mesmo a participação de clube devedor em competições oficiais.

O fato de o clube da ilha da Madeira não ter recebido o valor do negócio, como alegam seus dirigentes, é o que menos tem sido levado em conta pela cartolagem bicolor. Precisando de dinheiro, já que sofreu redução drástica em sua conta bancária em função da queda para a Série C deste ano, o Paysandu busca recursos para tentar evitar que a crise financeira venha a causar transtornos na nova gestão. Recentemente, o clube promoveu cortes de funcionários em sua divisão de base, liberando profissionais que já estavam na Curuzu há bastante tempo, caso de Rogerinho Gameleira, um dos maiores ídolos da Fiel.

DOL
10/01/2019
>> Clique aqui para receber mais notícias, vídeos e promoções exclusivas do Paysandu
Tecnologia do Blogger.