Fábio Alemão é a bola da vez em 'teste' de Brigatti



Principal dúvida do técnico João Brigatti para escalar o Paysandu com vistas ao jogo de domingo (10), contra o São Francisco, em Santarém, a lateral direita ganhou um novo “concorrente” para substituir Bruno Oliveira, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Se antes os volantes Caíque Oliveira e Willyam eram os mais cotados para ocupar a posição, no coletivo tático da manhã de ontem, na Curuzu, o treinador acenou com a possibilidade de utilizar, improvisadamente também, o zagueiro Fábio Alemão na função de lateral diante do Leão santareno, pela sétima rodada do Parazão.

Mas, pelo menos por enquanto, foi apenas uma experiência feita pelo técnico, que ainda não confirmou a escalação da equipe bicolor. Os próprios atletas afirmam não saber qual a composição do time. “Não sei realmente se o time vai ser esse”, disse o atacante Vinícius Leite. “O professor (técnico) costuma fazer várias alterações nos treinos antes dos jogos”, completou Leite, que treinou entre os titulares. Existe a possibilidade de o atleta substituir Elielton, como aconteceu nas últimas movimentações do grupo.

No treino de conjunto de ontem, a primeira das duas atividades do elenco, Brigatti utilizou a seguinte formação titular: Mota; Fábio Alemão, Micael, Victor Oliveira e Diego Matos; Caíque Oliveira, Alan Calbergue e Thiago Primão; Vinícius Leite, Paulo Rangel e Nicolas. Além da substituição de Elielton por Leite, no ataque, e da improvisação de Alemão na lateral, outra alteração ocorreu no meio de campo, com Alan Calbergue substituindo Marcos Antônio no meio de campo.

As possibilidades de Calbergue se manter como titular, no entanto, são remotas, visto que o titular da posição, Marcos Antônio não vinha treinando, liberado para visitar, em Maceió, seu filho recém-nascido. É provável que já no próximo coletivo ele volte a compor o setor. A delegação bicolor viaja para Santarém no sábado, após o almoço. Antes, pela manhã, o elenco treinará na Curuzu. Até lá, Brigatti já deverá ter dissipado suas dúvidas, levando seu time para a Pérola do Tapajós escalado do gol ao ataque.

E MAIS...

- Depois de o meia Thiago Primão se manifestar, na véspera, sobre as condições dos gramados locais utilizados até aqui em jogos do Paysandu, ontem foi a vez de Vinícius Leite falar sobre o assunto. Assim como seu companheiro, o atacante também criticou as condições dos estádios Maximino Porpino e José Diogo, em Castanhal e Bragança, onde o Papão enfrentou o Castanhal e o Bragantino, respectivamente. “Quem foi aos jogos viu que os gramados não ofereciam boas condições”, disparou Leite.

- O jogador foi além nas críticas. “A gente tentava carregar a bola e ela subia e batia na canela”, afirmou Leite, que começou a partida em Bragança no banco de reservas, substituindo, depois, Elielton. Ele acredita que no “Barbalhão”, que tem gramado em boas condições, como o da Curuzu, o Papão poderá ter um desempenho superior aos que teve frente ao Japiim e Tubarão. “Num campo em boas condições a gente vai poder, com toda a certeza, mostrar o nosso verdadeiro talento”.

- Falando especificamente de seu aproveitamento, Leite, que ainda não marcou gol no campeonato, acredita que está tendo evolução. “Estou pegando confiança a cada jogo. Tenho muito a crescer”, analisou. O atacante acredita que a evolução tem muito a ver com a liberdade que vem lhe sendo dada pelo técnico João Brigatti. “Ele tem me pedido para eu fazer aquilo que sei, que é partir para cima”, contou. A tendência é que Leite seja titular na partida diante do São Francisco.

(Nildo Lima/Diário do Pará)~
07/03/2019

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.