Jogadora do Paysandu conta como é a rotina de uma mãe atleta

Jeane tem 26 anos e é mãe da pequena Vitória, de três


O retrato da mãe atual é sem dúvida o da mulher multitarefas. Cuidar da casa, do trabalho, faculdade, são só algumas das tarefas que elas precisam conciliar com a maternidade. A meia-esquerda Jeane, 26, é um exemplo de uma super mãe.

A jogadora do time de futebol feminino do Paysandu, é mãe da Vitória, de três anos, e todos os dias, antes de ir para o treino, ela precisa levar a filha até a escola, e deixar a casa em ordem.

“Minha rotina começa às seis (horas) da manhã, arrumo minha filha e levo ela para a escola. Ela entra às sete e sai às 11h. Nesse intervalo faço as tarefas de casa, mas quem vai buscá-la é o pai, pois saio no mesmo horário para treinar no Paysandu, às 12h”, conta.

Jeane é estudante de educação física e além de jogar pelo Paysandu, ela também participa de atividades esportivas na faculdade, o que toma grande parte do seu tempo.


Depois do treino, à tarde no Paysandu, ela ainda treina com a equipe da faculdade, e a noite fica para assistir às aulas. Jeane só volta para casa as 10 horas da noite.

“É uma rotina muito corrida. Depois de deixar ela na escola de manhã, só volto a ver minha filha no fim da noite. Passo o dia longe dela”, disse.

Sobre a necessidade de conciliar o trabalho e as atividades com a maternidade, a meia-esquerda do papão confessa que é difícil, mas diz que todo esforço vale a pena, quando se trata de dar o melhor à filha.

“É um sacrifício para mim ficar longe da minha filha, praticamente o dia todo. Não é fácil, só quem é mãe sabe. Mas as vezes a gente precisa abrir mão de algumas coisas importantes para alcançar algo maior lá na frente. Além disso é do meu trabalho que ajudo a sustentar ela, pagar escola e as coisas que ela precisa. Fico de coração partido, mas é necessário”, explica Jeane, em um desabafo.

Assim como a Jeane, muitas outras mães também precisam ficar muito tempo longe dos filhos, e isso não significa que são “menos mães”. Estar presente é fundamental na boa criação dos filhos, mas a mulher não precisa deixar de lado sua independência e nem a maternidade precisa ser vista como uma condição, mas sim como um presente ou mesmo uma escolha. A equipe de Esportes do Portal Roma News parabeniza à Jeane e a todas as outras mamães pelo seu dia.

RomaNews
12/05/2019

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.